sábado, 7 de maio de 2011

; Há mt,mt,mt tempo , penssava assim ;c

Zero explicações. Foi isso que obtive, foi isso que dei. Nada mais do que isso. Desliguei-me do mundo, e, vendo-me sem outra opção, desliguei-me de ti e de tudo o que nos une. Magoei-me. Magoei-me mesmo. E às vezes, quando isso acontece, algo dentro de mim desliga por completo. Quanto mais tento esquecer, mais me lembro, mais me magoo, mais me torturo. Sinceramente, é também aí que erro... Esforcei-me tanto pra deitar tudo para trás das costas e para te esquecer, que me esqueci completamente de me tentar aperceber se me sentia capaz de ultrapassar tudo o que aconteceu; porque ainda não me sinto capaz. Dói sentir que não sou suficientemente boa para ti, mesmo sabendo que nada fiz de mal para que assim seja. Tenho saudades tuas... e sei que tu não virás. Mas tudo isso fez-me ver que não és igual aos outros. Fizeste-me lutar de verdade por ti. Fizeste-me ver que não posso vencer sempre só por fazer olhinhos de choro e beicinho. Mas, ainda assim, tenho na minha cabeça um infindável número de perguntas às quais não tenho resposta. Palavras soltas, onde não consigo encontrar um encaixe perfeito para formarem frases coerentes. Tu tornas-me indefinida. Confundes-me. Trocas-me as voltas. És tu quem me faz chorar, és tu quem me faz sorrir. És tu que decides se hoje estou feliz e amanhã estou triste.
●Sou aquela que Sofreu, Caíu, Aprendeu, Lutou, Vençeu, Perdeu;; Hoje é uma Mulher, que conheçe a Realidade, &ý batalha pela Felicidade!

Sem comentários:

Enviar um comentário